Reprodução/Internet

Powered by WP Bannerize


SELEÇÃO FEMININA: DESPEDIDA COM SHOW EM BRASÍLIA

CBF

Seleção Brasileira Feminina fez bonito em seu último amistoso antes da Copa do Mundo. Goleou o Chile por 4 a 0, neste domingo (2), no Arena BRB Mané Garrincha, em Brasília, e deixou o campo sob aplausos da torcida. A equipe viaja na manhã dessa segunda (3) para a Austrália em voo fretado e estreia no Mundial no dia 24, contra o Panamá.

A Copa será disputada na Austrália e na Nova Zelândia e o grupo do Brasil, além de Panamá, conta também com França e Jamaica.

SHOW NA CAPITAL FEDERAL

O início de jogo foi avassalador. A Seleção marcava a saída de bola do Chile e atuava com velocidade. Logo aos 4 minutos, Nycole cruzou da direita e Gabi Nunes se antecipou à zaga para finalizar de cabeça. A goleira Canales se esticou toda, mas não evitou o gol.

Nycole levava vantagem sobre as adversárias com sua técnica e preparo físico e se entrosava bem com Geyse e Gabi Nunes no ataque. Enquanto isso, a defesa do Chile batia cabeça.

MAIS UM DE CABEÇA

Aos 28 minutos, Antonia foi quem cruzou, de novo da direita, e Duda Sampaio, no meio da área, cabeceou com estilo para ampliar. Sem defesa para Canales. O placar de 2 a 0 sintetizava a superioridade da Seleção Brasileira.

O Chile tentava alguma coisa em contra-ataques, mas esbarrava na boa performance do meio e da defesa brasileira. Quando os rivais conseguiam concluir as jogadas, a goleira Letícia aparecia bem e tranquilizava a equipe.

UM GOLAÇO

Mal o Chile tentava se refazer do segundo gol, a bola sobrou na meia-lua para Luana, após mais um ataque do Brasil, e a jogadora do Corinthians fez um belo gol. Ela teve tempo de dominar e ajeitar a bola para dar um chute certeiro.

Com 3 a 0, desenhava-se a goleada e a Seleção não puxava o freio de mão. Do lado de fora, a técnica Pia Sundhage incentivava suas jogadoras. Ela, no entanto, sabia do desgaste físico de algumas e por isso fez várias substituições no segundo tempo.

QUARTO GOL E MARTA EM CAMPO

A Seleção usaria a cabeça de novo, aos 4 da etapa final, para fazer 4 a 0. Dessa vez, a bola veio do lado esquerdo, numa assistência de Tamires para Geyse, que cabeceou com perfeição.

Na sequência, Pia promoveu várias substituições e fez as 16 mil pessoas presentes ao Mané Garrincha se levantarem para ver a rainha Marta entrar em campo. Seis vezes eleita a melhor jogadora do mundo, Marta substituiu Rafaelle aos 28 minutos. Criou algumas boas situações e mostrou o quanto pode ser útil na campanha da Copa.

AÇÃO DE VISIBILIDADE

Antes de o jogo começar, o Guaraná Antarctica promoveu uma ação para dar visibilidade às jogadoras da Seleção. Foi durante o aquecimento no Mané Garrincha. As meninas entraram em campo com camisas personalizadas, sem numeração, que traziam em letras garrafais o nome de cada uma delas. A ação foi nominada de “Olha pra Elas”.

Fonte: CBF


Powered by WP Bannerize


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário