Reprodução/Instagram

Powered by WP Bannerize


Banco demite pedófilo esquerdista que raptou menina de 12 anos

Terra Brasil Notícias

Daniel Moraes Bittar, militante de esquerda preso por sequestrar e estuprar uma menina de 12 anos, acaba de perder o emprego. A demissão dele foi anunciada diretamente pelo presidente do Banco de Brasília (BRB), onde trabalhava desde 2015.

“Tomamos conhecimento dos fatos hoje”, informou Paulo Henrique Costa, presidente do BRB. “Não vamos tolerar nenhum tipo de assédio, em especial o sexual e contra menor de idade. Vamos encerrar o vínculo empregatício dele com a instituição financeira imediatamente”, garantiu o executivo, em contato com o site Metrópoles.

Ainda de acordo com o site, Bittar trabalhava como analista de tecnologia da informação. Ele integrava o núcleo de sistemas externos da empresa. Preso na quarta-feira 28, a última vez que compareceu ao serviço foi na última quinta, 22. Depois, pegou um dia de folga e, para os demais, alegou que estava cuidando da mãe com problemas de saúde.

Agora demitido do banco BRB por ter sequestrado e estuprado uma menina de 12 anos, Daniel Moraes Bittar fazia questão de se apresentar como esquerdista nas redes sociais. Pelo Facebook e Instagram, ele postava fotos em que aparecia em manifestações com adesivo de Lula no peito e segurando bandeiras do PT.

Fonte: Terra Brasil Notícias



O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário