Filipe Gimenes de Freitas

Powered by WP Bannerize


O mestre e o hábito de escutar

Filipe Gimenes de Freitas

Um sábio ensinava os seus discípulos sobre amor, tolerância e mansidão quando um discípulo lhe questiona:
– Como vamos esperar amor por aqui se há tantas separações, incontáveis desentendimentos e inúmeras guerras pelo mundo?
O ancião compreende a pergunta de seu pupilo e lhe fala calmamente:
– Cada um de nós está galgando um degrau nessa subida moral e evolutiva. Por isso, nosso modelo e guia continua sendo Jesus, pois Ele é o modelo mais perfeito apresentado por Deus e o guia mais iluminado que desceu à Terra.
E o sábio continua depois de uma pausa:
– No entanto, muitos de nós não querem vencer degrau a degrau, então se enganam imaginando que já estão bem à frente do lugar que jazem estacionados.
O discípulo volta a lhe questionar:
– Mestre, então qual é o estágio que coletivamente nos encontramos?
E o sábio lhe diz:
– Estamos ainda vibrando no sentimento de egoísmo. Portanto, os nossos interesses estão acima de valores morais como justiça e fraternidade.
E outro discípulo, que ouvia atentamente os ensinamentos, pede licença e pergunta:
– Mestre, então qual seria um bom degrau para começar?
O ancião sorri diante do feliz questionamento e diz:
– Imagine se nos esforçássemos em escutar as pessoas; se tivéssemos o hábito de ouvir com calma e respeito o próximo; se déssemos a chance das pessoas desabafarem quando estivessem em desequilíbrio. Assim, quantas contendas seriam evitadas? Quantos mal-entendidos seriam dissipados?
E o sábio complementa:
– Não podemos ser utópicos a ponto de querer um mundo de paz e amor a partir de amanhã, mas se déssemos apenas um passo factível de escutar o próximo com respeito e empatia, certamente, não seríamos motivo de tantos escândalos.
Após o silêncio reflexivo de todos, o ancião conclui:
– Até o nosso próximo encontro, vamos todos praticar o hábito abençoado de escutar com respeito, consideração e empatia cada um que nos dirija uma palavra.

Fonte: Filipe Gimenes de Freitas


Powered by WP Bannerize


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário