© Lucas Figueiredo/CBF/Direitos Reservados

Powered by WP Bannerize


Testemunhas dizem que Daniel Alves ignorou vítima ao sair da boate, após suposto estupro

ESPORTES R7

Novas informações do caso que envolve uma suposta violência sexual cometida por Daniel Alves apontam que o jogador ignorou a vítima ao sair da boate Sutton, onde aconteceu a agressão. Segundo relatos publicados pelo jornal espanhol La Vanguardia, o jogador passou pela mulher, que estava chorando, antes de sair da festa.

Segundo a publicação, após sair do banheiro onde sofreu o suposto estupro, a vítima pediu à prima, que também estava na boate, que deixassem o lugar o mais rápido possível. Uma outra amiga, que estava com as jovens, recolheu os pertences, e todas passaram pelo porteiro da Sutton, que estranhou o choro desesperado da vítima e acionou o protocolo de violência contra a mulher.

Após ter acionado o protocolo, o porteiro levou a vítima para um espaço em que não há acesso à boate. O diretor do local, Robert Massanet, recebeu o alerta do funcionário e tentou fazer com que a jovem se acalmasse, mas ela continuava ansiosa.

Nesse mesmo momento, no corredor onde estava a vítima, as amigas e o diretor, Daniel Alves teria passado por eles e saído da casa, sem questionar a situação com os que estavam presentes. O periódico também afirma que o jogador se dirigiu ao bar e pediu uma bebida antes de deixar a Sutton.

Fonte: ESPORTES R7



O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário