Filipe Gimenes de Freitas

Powered by WP Bannerize


Por que nos sentimos anestesiados diante de grandes sofrimentos?

Filipe Gimenes de Freitas

Por que nos sentimos anestesiados diante de grandes sofrimentos?
Quando vivenciamos enormes dores é comum que a nossa alma, na busca de autoproteção, crie um estado de espírito dando a impressão de que fomos anestesiados.
Então, vivemos sob um torpor quase que ilusório, acreditando que a vida se transformou em um pesadelo que irá passar em breve.
No entanto, a exemplo de um paciente que foi operado e precisa aguardar o fim dos efeitos anestésicos para ser liberado; da mesma forma, precisamos também retomar o controle de corpo, mente e espírito para buscar a autolibertação dos sofrimentos.
Sendo assim, se num primeiro momento foi bom nos sentirmos anestesiados, após os acontecimentos, é necessário que saiamos da sensação de entorpecimento emocional, justamente, para poder reconhecer as lições a serem aprendidas e analisar o que podemos melhorar.
Além disso, não devemos nos culpar, porque cada um precisa de um determinado tempo para digerir uma situação e, muitas vezes, dependerá também de ajuda profissional para o próprio soerguimento emocional.
Portanto, se as dores de uma cirurgia são necessárias para um bem maior, as dores na alma também ocorrem com o mesmo objetivo.

Fonte: Filipe Gimenes de Freitas


Powered by WP Bannerize


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário