© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Powered by WP Bannerize


Pediatra alerta para a importância da vacinação contra a meningite para evitar sequelas em crianças e jovens

Lilian Christine

A meningite meningocócica (bacteriana) é uma doença grave, endêmica, que pode levar à morte em até 48h após o início dos sintomas. Os cinco tipos mais comuns da meningite meningocócica no Brasil são A, B, C, W e Y, tendo manifestações semelhantes como: febre alta, dor de cabeça, vômitos e rigidez na nuca.

A doença se caracteriza pela inflamação das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal, e pode ser causada por vírus ou por bactéria, que é mais grave, ou por processos inflamatórios, como câncer (metástases nas meninges), lúpus, reação a algumas drogas, traumatismo craniano e cirurgias cerebrais.

Segundo o gestor da UTI Pediátrica do Hospital Icaraí em Niterói, Dr. Gabriel Farias, a transmissão ocorre por meio de gotículas ou secreções respiratórias e, por isso, é essencial vacinar as crianças e evitar aglomerações e compartilhamento de objetos.

“Vale ressaltar que pessoas infectadas podem transportar a bactéria no nariz e na garganta sem apresentarem sintomas, mas podem transmitir a bactéria para outras pessoas”, alerta o pediatra.

O especialista complementa que, além da alta letalidade, boa parte dos pacientes pode evoluir com algum tipo de sequela, mesmo que em curso do tratamento.

“Isso ocorre porque, além da lesão neurológica (meníngea), pode ocorrer a repercussão sistêmica (septicemia) e, consequentemente, sequelas graves”, diz.

A vacinação contra a meningite faz parte do calendário de vacinação presente no Programa Nacional de Imunização (PNI). Confira a seguir as doses e as idades recomendadas pelo Ministério da Saúde:

A vacina meningocócica C (conjugada) deve ser tomada em 2 (duas) doses, administradas entre os 3 e 5 meses de idade, com intervalo de 60 dias entre as doses, com 1 (uma) dose de reforço aos 12 meses.

A vacina pneumocócica 10-valente (conjugada) deve ser tomada aos 2 (dois) meses e 4 (quatro) meses. Uma dose de reforço deve ser administrada aos 12 (doze) meses de idade.

A vacina pentavalente deve ser tomada por crianças aos 2 (dois), 4 (quatro) e 6 (seis) meses de idade.

No caso da vacina meningocócica conjugada quadrivalente (ACWY), deve ser tomada uma dose de reforço ou dose única por adolescentes de 11 e 14 anos.

Fonte: Lilian Christine


Powered by WP Bannerize


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário