Pexels

Powered by WP Bannerize


BOMBA: Google admite que rastreava milhões de pessoas em segredo

Terra Brasil Notícias

Em acordo firmado com a Justiça dos Estados Unidos, o Google reconheceu que rastreou milhões de usuários que pensavam usar o navegador no modo privado. A ação coletiva, que foi encerrada após o acordo, buscava indenizações na ordem de US$ 5 bilhões.

Os termos da negociação preliminar não foram divulgados. A expectativa é que o acordo formal seja apresentado à Justiça no próximo ano, para aprovação formal. O julgamento, que foi suspenso por Yvonne Gonzalez Rogers, juíza distrital do estado da Califórnia, estava previsto para começar em fevereiro de 2024. 

Os autores da ação acusavam a gigante de tecnologia de rastrear atividades dos usuários no navegador do Google, o Chrome, mesmo quando o modo privado ou “anônimo” estava ativado. Em tese, ao habilitar essa opção de navegação, o Chrome não deveria salvar histórico, cookies e dados dos sites acessados, nem informações inseridas em formulários.

Segundo a ação, ajuizada em 2020, o Google se transformou em um “incontável tesouro de informações” ao permitir que o navegador aprendesse sobre interesses e hábitos dos usuários, além de “coisas potencialmente embaraçosas” que eles procuravam online. O processo alegava que a empresa, ao rastrear a navegação anônima, violava as leis federais e leis de privacidade da Califórnia.

Na época, um porta-voz do Google chegou a admitir que, embora o modo de navegação anônima não salvasse a atividade do usuário no dispositivo usado, os sites ainda podiam coletar informações durante a sessão. Na ação, os usuários apresentaram e-mails internos que supostamente mostravam conversas de executivos da empresa que provaram o uso de dados anônimos para vender anúncios e rastrear tráfego da web.

O Globo

Fonte: www.terrabrasilnoticias.com


Powered by WP Bannerize


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário