Assessoria Max Russi

Powered by WP Bannerize


AL vai injetar R$ 32 milhões na economia de MT em dezembro

Assessoria Max Russi

A gestão da primeira-secretaria da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) em 2023, liderada pelo deputado Max Russi (PSB), é marcada por dois pilares significativos: o pagamento dos salários dos servidores dentro do mês trabalhado e o reconhecimento nacional pela transparência nos atos públicos. Esses aspectos são os principais destaques que evidenciam a eficiência e responsabilidade na condução os trabalhos no legislativo estadual.

Tendo como principal atribuição a otimização da aplicação do dinheiro público, Max Russi afirma que tem se apoiado em um sistema de trabalho, onde o intuito é garantir a produtividade, aliada a economia de recursos.

Honrar os compromissos da folha de pagamentos, não só com o objetivo de valorizar os colaboradores, mas também de injetar um montante superior a R$ 21 milhões mensalmente, na economia local, rendeu, inclusive, uma homenagem ao ordenador de despesas da Casa de Leis, deputado Max, por parte da Associação dos Servidores Ativos, Aposentados e Pensionistas (Aslen).

Conforme o Controle Interno da Casa de Leis, para o mês dezembro estão previstos mais de R$ 32 milhões, entre o pagamento da folha e 13º salário.

“Às vezes, não temos o costume de agradecer à gestão. E a gestão está muito boa, e nós temos que agradecer a quem está à frente da Casa. Estamos em um momento ótimo na área de pagamento, recebendo dentro do mês”, agradeceu o presidente da Aslen, Edwardes de Brito.

Para o parlamentar, embora haja embasamento legal para o salário ser pago até o quinto dia útil do mês subsequente ao trabalhado, é importante o trabalho conjunto da Mesa Diretora, para que esses valores sejam creditados ainda dentro do mês trabalhado.

“Não apenas traz alívio aos servidores e seus familiares, mas movimenta a nossa matriz econômica e todos ganham. Esses valores são injetados aqui, em nosso estado, movimenta nosso comércio, gera emprego e renda. Vamos continuar seguindo essa linha, para que todos possam honrar seus compromissos”, assegura.

Se o assunto é transparência, ainda no mês de novembro, a Assembleia Legislativa o Selo de Qualidade, categoria Diamante, no 2º ciclo do Programa Nacional de Transparência Pública (PNTP), ocupando o segundo lugar entre as Assembleias Legislativas, com 95,25% do índice de transparência.  Um salto importante, visto que no ano passado a ALMT recebeu o nível Prata.

“A transparência é essencial e toda a equipe do Controle Interno trabalhou muito para que chegássemos a esse nível, muito importante para ampliarmos esse canal com a população. Ser transparente é fundamental, para que possamos fortalecer uma sociedade mais participativa”, avalia Max Russi.”

Os selos de qualidade são classificados em Diamante, Ouro e Prata. A certificação é conferida pela Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon).

Em Mato Grosso, foram avaliados 288 portais dos Poderes Executivo e Legislativo municipais e estadual, Judiciário, Ministério Público, Tribunal de Contas e Defensoria Pública. Desses, apenas cinco atingiram a categoria Diamante, 17 Ouro e 23 Prata.

Fonte: www.maxrussi.com.br


Powered by WP Bannerize


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário