Reprodução Twitter

Powered by WP Bannerize


Ditador da Venezuela condena ‘meios terroristas’ utilizados pelo Grupo Wagner em rebelião na Rússia

Terra Brasil Notícias

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, criticou “os meios terroristas e as inconstitucionalidades” do Grupo Wagner, que se rebelou contra o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

“Maduro condena energeticamente a ameaça irracional do Grupo Wagner e de seu líder, Yevgeny Prigozhin, de promover uma insurreição armada na Rússia, através de meios terroristas”, diz um comunicado do regime chavista, publicado no sábado 24, pelo chanceler Yvan Gil.

Na tarde de ontem, o Wagner aceitou de cessar-fogo mediado pelo ditador de Belarus, Alexander Lukashenko. Os termos do acordo incluem o fim de uma investigação criminal contra Prigozhin e os membros do Wagner.

Maduro reitera apoio à Rússia, em confronto com Wagner

maduro rússia 2
Maduro também condenou tentativa de guerra civil na Rússia | Foto: Flickr/Viejo Topo

O comunicado da ditadura de Maduro também disse que “o governo bolivariano da Venezuela repudia qualquer mudança de poder ou insurreição armada por meios violentos e inconstitucionais, bem como o emprego de forças externas que apostem na guerra civil”.

Fonte: Terra Brasil Notícias


Powered by WP Bannerize


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário