(Foto: Divulgação)

Powered by WP Bannerize


Preços de frutas e hortaliças disparam e assustam consumidores

terrabrasilnoticias

Quem costuma fazer compras de frutas e hortaliças tem se espantado com os preços. Enquanto o índice geral de inflação apresentou alta de 0,76% em fevereiro comparado a janeiro de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), divulgado pelo IBGE, a categoria hortaliças e verduras registrou alta de 8,71% e a de frutas totalizou um aumento de 2,33%. Mas por que esses itens subiram tanto?

O principal fator que impulsionou o aumento dos preços foi o clima, segundo Hugo Garbe, professor de economia e finanças da Universidade Mackenzie. “A alta tem uma variante importante que é o clima. Nós tivemos uma seca prolongada no ano passado, seguida por um período de chuvas no começo deste ano, o que prejudicou muito as safras e encareceu o preço das hortaliças, verduras e frutas”, afirmou Hugo.

No acumulado de doze meses até fevereiro, a alta dos preços assusta ainda mais, com alguns itens registrando 57,18% de aumento, como é o caso da maçã. Hortaliças e verduras subiram 7,44% e frutas 24,22% no período – neste último caso, uma elevação de quase cinco vezes em relação ao índice gera de inflação – registrada em 5,63%.

Quitandas e mercados da Grande São Paulo afirmam que os clientes têm reclamado que muitas mercadorias estão chegando “meladas” e com durabilidade reduzida por conta das chuvas. Alguns fregueses preferem substituir os produtos por conta do preço. Uma das trocas comuns tem sido a opção de banana no lugar de mamão.

Veja a lista dos principais aumentos em doze meses:

  • Tangerina: +62,25%
  • Maçã: +57,18%
  • Laranja baía: +32,17%
  • Mamão: +31,62%
  • Melância: +23,07%
  • Banana prata: +17,55%
  • Abacaxi: +17,06%
  • Morango: +15,44%
  • Uva: +14,41%
  • Brócolis: +12,34%
  • Coentro: +10,56%
  • Couve: +9,24%
  • Alface: +6,66%

De acordo com Garbe, se a chuva intensa persistir nos próximos dias, a tendência é que o preço continue a aumentar para hortaliças, verduras e frutas. “Tem muita safra que está se perdendo com as chuvas, o que causa menos disponibilidade de mercadorias, fazendo com o que o preço suba”, alertou o economista.

Fonte: terrabrasilnoticias


Powered by WP Bannerize


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário