© Lucas Figueiredo/CBF/Direitos Reservados

Powered by WP Bannerize


Carreira de Neymar é marcada por saídas conturbadas de ex-clubes

ESPORTES R7

A carreira de Neymar Jr é vitoriosa. Os números falam por si. Ao todo, são 435 gols, em 706 jogos disputados. Títulos de Champions League pelo Barcelona, Libertadores pelo Santos, medalha de ouro olímpica pela seleção brasileira e de campeonatos franceses pelo PSG.

A despeito do brilhantismo como jogador, um fator esteve presente em todos os clubes por onde o camisa 10 brasileiro passou: saídas conturbadas.

No Santos, clube em que nasceu, a transferência para o Barcelona foi rodeada de mistérios e terminou em processo contra o jogador. Na transferência recorde para o PSG, a novela pela contratação também causou frisson. E agora crescem os boatos de que a direção do Paris estaria “farta” do jogador e o teria posto como negociável no mercado.

Mistério na transferência para o Barça

Em junho de 2013, Neymar enfim deu o passo à frente na carreira e anunciou sua ida para o Barcelona.

Na ocasião, a direção do clube catalão confirmou que o valor da transferência era de 57 milhões de euros (cerca de R$ 158 milhões, na época).

No entanto, aproximadamente dois anos depois, uma notícia caiu como uma bomba. A diretoria santista entrou com um processo contra o Barcelona, Neymar e o pai do atacante.

Segundo os dirigentes do clube alvinegro, o Santos foi lesado na venda do jogador e, do valor total, ficou com apenas 17 milhões de euros, enquanto a empresa do pai de Neymar ficou com 40 milhões de euros.

Além disso, o valor verdadeiro da transferência era muito maior e chegava a 86 milhões de euros.

O Santos alegou que a venda estava repleta de irregularidades e que a ocultação do valor real da transferência foi feita para que o fisco espanhol colhesse menos impostos do clube espanhol.

Após o processo se arrastar por anos, o Ministério Público de Barcelona, em dezembro do ano passado, absolveu Neymar e outros nomes no processo.

Confusão com companheiros de equipe

Pouco antes de sair de vez do clube catalão, o brasileiro se envolveu em uma briga durante os treinos do Barça, que aconteciam em Miami, nos Estados Unidos. Na ocasião, o camisa 11 não gostou de uma entrada do lateral português Nélson Semedo, recém-chegado na Espanha. Os dois se desentenderam e a discussão acabou em empurrões

Nas imagens publicadas pelo diário britânico Daily Mail, o brasileiro aparece partindo para cima de Semedo e sendo contido pelo companheiro Sergio Busquets, antes de atirar o colete e deixar o treinamento. Neymar ainda chuta uma bola longe, deixando clara sua frustração.

A confusão acabou sendo um dos últimos momentos do craque no Barcelona. Inclusive, a imprensa espanhola tratou o momento como ‘estopim’ para a negociação do brasileiro, que já conversava com o PSG antes mesmo da discussão.

Ida para o Paris Saint-Germain

Em agosto de 2017, Neymar chocou o mundo novamente, quando o PSG anunciou a contratação do atacante por uma bolada de 222 milhões de euros, o que o tornou o jogador de futebol mais caro da história.

Durante as negociações, enquanto ainda vestia a camisa dos Culés, o brasileiro chegou a abandonar os treinamentos, após a diretoria do Barcelona ameaçar deixar de pagar o bônus pela renovação de contrato do atleta, assinada meses antes.

Na semana em que a contratação foi anunciada, La Liga, entidade que organiza o campeonato espanhol, rejeitou o pagamento da cláusula rescisória feito pelo PSG e alegou que a transferência feria as normas de fair play financeiro. A novela, como todos sabem, terminou com o brasileiro de partida para a França.

Apesar de conseguir a liberação para acertar a ida para o clube francês, Neymar não esqueceu a questão do bônus pela renovação assinada com o Barcelona em 2016, e exigia receber o valor inteiro — cerca de 43 milhões de euros —, mesmo tendo deixado o clube meses depois.

Em junho de 2020, a batalha judicial teve um desfecho melhor para o clube espanhol, já que a Justiça do país deu parecer favorável ao Barcelona e exigiu que o brasileiro pagasse ao clube a quantia de 6,7 milhões de euros como ressarcimento, já que o jogador não cumpriu sua parte do acordo ao sair do Barça.

Altos e baixos no clube parisiense

Segundo informações do jornal As, o PSG, após seis temporadas, estaria planejando pôr Neymar como negociável na próxima janela de transferências.

A gota d’água para a diretoria teria sido uma discussão do jogador com o diretor esportivo do clube, Luis Campos, após uma derrota para o Mônaco, pelo campeonato francês, no início de fevereiro.

Ao lado de Marquinhos, Neymar teria discutido com Campos por ele ter cobrado empenho dos jogadores em campo. O tom da conversa não teria agradado a membros da diretoria.

Esse evento se soma a vários outros do passado, que marcam a passagem dele fora de campo mais do que dentro.

Entre as principais polêmicas está o quase retorno ao Barcelona em 2019. Na ocasião, a direção do PSG, cansada dos problemas extracampo do jogador, conduziu uma negociação com o clube espanhol, mas não chegou a um acordo.

Nos anos seguintes, Neymar voltou a ter protagonismo no clube, conquistou quatro títulos da Ligue 1 e foi o principal nome do time na boa campanha na Champions de 2019/20, quando ficou com o vice-campeonato.

Em maio de 2021, o jogador assinou uma extensão de contrato, que irá até 2025. No entanto, isso não impediu que em todas as janelas de transferência seguintes se especulasse que o futuro do brasileiro estivesse longe da torre Eiffel e de outros cartões-postais da cidade.

Portanto, esta edição da Champions League tem tons dramáticos para o camisa 10, já que pode ser a última chance para conseguir o feito que ele tanto persegue com o PSG, de dar o título inédito ao clube. Em caso de eliminação, é difícil acreditar que ele terá clima para seguir na equipe.

Fonte: ESPORTES R7


Powered by WP Bannerize


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário