Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Powered by WP Bannerize


“Brasileiro tem que torcer para França na Copa”: ídolo do Fla, Júlio César solta o verbo contra a Argentina

colunadofla

A temporada do Flamengo encerrou, no entanto, as Seleções ainda jogam a grande competição do ano, a Copa do Mundo. Com o Brasil eliminado pela Croácia nas quartas de final, brasileiros veem, agora, a rival Argentina se aproximar do tricampeonato mundial, com isso o ídolo do Fla, Júlio César opinou sobre a torcida para a final da competição e revelou para quem o título deve ir.

“Brasileiro tem que torcer para a França na final da Copa. Ponto. Adoro Messi, mas como todo brasileiro, tenho essa rivalidade entre Brasil e Argentina“, disse o ex-goleiro, ídolo do Flamengo. Para Júlio, o contrário também seria feito pelos ‘hermanos’ caso a Seleção Brasileira estivesse na final do torneio. O arqueiro afirmou que em ocasiões assim a rivalidade entre as partes prevalece.

Júlio continuou dizendo que não pode haver ‘fingimentos’. Com a era de glória da Seleção Brasileira ficando cada vez mais ‘na história’, outros times nacionais estão se aproximando da quantidade de títulos do Brasil. As finalistas, França e Argentina, têm dois troféus cada. No entanto um rival se aproximar da Canarinho, não agrada o goleiro, que revelou o apoio aos franceses. “Se fosse o Brasil na final, obviamente os argentinos torceriam contra. Não vamos ser hipócritas, né?”.

Ídolo mais que reconhecido no Flamengo, Júlio César surgiu na base do Mais Querido aos 12 anos de idade. Subiu para a divisão dos profissionais aos 17. Na Gávea, o guarda-redes conquistou: Copa Mercosul (1999), Copa dos Campeões (2001), Copa dos Campeões Mundiais (1997), Campeonato Carioca (1999, 2000, 2001, 2004), Taça Guanabara (2001, 2004, 2018) e Taça Rio (2000).

Em 2005, deixou o Flamengo para integrar a Internazionale (ITA), conhecida no Brasil como Inter de Milão. Na Itália, Júlio César teve ano mágico em 2010 com a blusa azul e preta. Na ocasião, o guarda-redes conquistou uma tríplice coroa, com os títulos da Liga dos Campeões da UEFA, Copa Itália e Serie A. A temporada lhe rendeu o título de melhor goleiro da UEFA.

As atuações pelo Flamengo e Inter de Milão renderam ao goleiro vaga na Seleção Brasileira. Júlio esteve no elenco da Copa do Mundo de 2006, e foi títular nas duas edições seguintes: 2010 e 2014. Com a Amarelinha, o ex-atleta conquistou duas Copa das Confederações FIFA (2009, 2013) e uma Copa América (2004).

Júlio se aposentou do Flamengo em 2018, em uma vitória por 2 a 1 contra o América Mineiro, pelo Brasileirão. Ao todo o arqueiro esteve em campo 791 vezes, 286 foram vestindo a camisa do Mais Querido, sendo o terceiro guarda-redes que mais usou as cores do Fla. Pelo Brasil foi o quinto goleiro com mais participações da história da Seleção.

Argentina e França se encaram no próximo domigo (18), às 12h (horário de Brasília), no Estádio de Lusail. Na última vez em que as seleções duelaram numa Copa do Mundo, foi em 2018. Na ocasião, os europeus avançaram para as quartas, com um placar de 4 a 3. Ao todo, foram três confrontos entre as equipes em mundiais, com duas vitórias para os argentino. Como de costume, o Coluna do Fla fará transmissão do jogo pelo canal do Youtube.

Fonte: colunadofla


Powered by WP Bannerize


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário