(Foto: Divulgação)

Powered by WP Bannerize


Escola Estadual Barão de Melgaço adota o Xadrez como ferramenta de aprendizagem

http://www.mt.gov.br

Em uma época em que os jogos eletrônicos ganham espaço no processo de aprendizagem, um jogo muito tradicional, que remonta ao século VI, também aparece como uma excelente ferramenta para o aluno do século XXI: o xadrez. Com a certeza dessa importância na educação, a Escola Estadual Barão de Melgaço, em Figueiropolis D´Oeste, aderiu ao projeto ‘Xadrez em Mato Grosso: Encaixando as Peças no Estado’, promovido pela Federação Mato-Grossense de Xadrez (FMTX). O projeto apoia escolas da rede pública com material esportivo para a prática dessa modalidade e capacita os professores e colaboradores com cursos relacionados ao esporte.

A princípio, a escola tem promovido a articulação com profissionais, alunos e a comunidade para divulgar e desenvolver com efetividade o Xadrez na unidade escolar. O segundo passo será receber materias como tabuleiros e peças doados pela FMTX, além de qualificação. Feito isso, o xadrez vai ganhar espaço em todas as turmas, como forma de oportunizar e, principalmente, dar luz e revelar talentos que se encontrame no anonimato, e que, talvez, possam galgar o sucesso e representar Mato Grosso em torneios nacionais e internacional.

No entanto, o maior ganho com essa parceria será no processo ensino-aprendizagem. A Diretora Regional de Educação do polo Pontes e Lacerda, Andrea Bretas, observa que a prática do xadrez desenvolve diversas habilidades, tendo como destaque o exercício da memória, maior atividade de concentração, planejamento e tomadas de decisões.

“Temos o xadrez como excelente suporte pedagógico, visto que se relaciona com diversas disciplinas, a exemplo da Matemática, História, Geografia, Artes e Ética, principalmente”, afirma.

Ela acrescenta que, por se tratar de um exercício cerebral e cognitivo bastante eficiente, que estimula o funcionamento do trabalho neuronal como a inteligência, atenção, espaço-visual e o raciocínio, a prática do Xadrez gera diversos benefícios ao estudante.

Na Matemática, por exemplo, explora-se, inicialmente, o tabuleiro e a movimentação das peças associadas com a Geometria e suas dimensões. Nas Artes, exploram-se as formas das peças através do uso da argila, pintura, técnicas com materiais recicláveis. Na História, pode ser trabalhada a questão da origem do xadrez, a cultura dos seus povos e a relação entre aspectos sociais e políticos. Na Geografia, pode ser abordada a localização onde o jogo de xadrez era praticado. E, finalizando, quando se faz referência à Ética, seria quanto à importância das regras e o respeito que deve existir para com o parceiro de jogo.

Fonte: http://www.mt.gov.br


Powered by WP Bannerize


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário