Filipe Gimenes de Freitas

Powered by WP Bannerize


JARDIM DA AMIZADE

Filipe Gimenes de Freitas

Quantos já não passaram por situações difíceis em que a ajuda veio justamente de onde jamais esperaríamos?
Quantos ficaram decepcionados com amigos que faltaram no dia mais especial enquanto os que considerávamos apenas colegas estavam lá para nos prestigiar?
Quem nunca foi surpreendido pelo carinho, consideração e respeito de pessoas que sequer eram lembradas ou valorizadas?
A vida tem dessas coisas e sempre nos prega peças, uma vez que nos magoamos pelos que falharam conosco, mas não reconhecemos o desvalor que carregamos a quem discretamente sempre vibrou pelas nossas vitórias.
Nos jardins da amizade sempre haverá belas flores, mas também espinhos; lindíssimas telas vivas para contemplar, mas também ervas daninhas; rosas com cores exuberantes e larvas camufladas.
Nem por isso deixaremos de ser o diligente jardineiro que se esmera no cuidado de seu jardim, mesmo sabendo que as primaveras são curtas.
Em vez de perdermos o prazer pelo cultivo da amizade não seria mais prudente olhar pelas flores que não temos regado em nosso jardim da vida?

Fonte: Filipe Gimenes de Freitas



O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário